O silêncio prova a fé eficaz

Há momentos que é necessário se calar. Ah, quão preciosos são esses momentos para o sábio e entendido, que cada vez que se cala diante das afrontas e adversidades impostas por pessoas ou pela própria vida, encontram mais graça, força, paz e equilíbrio…

Dia a dia vivemos os questionamentos, as provações, as debilidades, os desafios e verdadeiros combates da vida, e isso é para qualquer um!

Cada ser humano passa por um problema, tem uma limitação e possui uma singularidade que o faz ser simplesmente quem ele é. Portanto, não devemos julgar a ninguém!

Em Provérbios 25:11 está escrito que “como maças de ouro em bandejas de prata é a palavra dita a seu tempo” e em Provérbios 1:5, fala que “o sábio ouvirá e crescerá em conhecimento”.

Quão precioso é ouvir! Mas, por que muitas vezes demonstramos tanta resistência em ouvir as pessoas? É claro que é bem mais conveniente impor-se, exigir e justificar-se do que fazer justamente ao contrário. O grande problema, é que poucos estão dispostos a ouvir e submeter-se, reconhecer seus próprios erros ou não tentar reivindicar mesmo sabendo que estão 100% certo. E será mesmo que alguém pode estar 100% certo? Creio que não, e pode ser que eu esteja enganada!

Às vezes somos pegos de surpresa e nestes momentos somos obrigados a reconhecer que é necessário rever os nossos conceitos, pré-conceitos, ideias e opinião sobre as pessoas e os fatos. Estar certo sobre as coisas requer muito cuidado, pois a verdade nunca é relativa, mas a opinião de cada um a respeito dela é.

Há tanto que eu poderia escrever e expressar, mas deixo como reflexão final três receitas para o dia, semana e eternidade: Falar menos, ouvir mais; julgar menos, compreender mais; impor-se menos e amar mais. Fazendo isto, estaremos desempenhando o nosso verdadeiro papel como cristãos, refletindo a luz de Cristo e vivendo a vida em sua plenitude e verdadeiro sentido.

“Nós amamos porque ele nos amou primeiro. Se alguém afirmar: “Eu amo a Deus”, mas odiar o seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê”.

(1 João 4:19-20)

Deus abençoe a todos vocês!

Thaissa

Se os dias passam, por que as lutas não se vão?

Pode ser que você questione no seu coração, a cada noite quando deita seu rosto no travesseiro:- Senhor como enfrentar mais um dia como esse amanhã? Pode ser que você esteja passando por uma luta de vida ou morte (na alma) o qual nem a pessoa mais próxima à você esteja percebendo! Então você pede ao Senhor:- Deus envie alguém, que possa dizer uma palavra, mudar minha sorte, mostrar-me uma direção pois já não aguento mais! Você pede, clama, chora e não vê resultados imediatos. Agora é a sua fe que está abalada! Cadê aquelas promessas que Deus fez ao meu respeito, até  hoje parece ser tudo igual! Isso me faz lembrar então daquele homem paralítico, que estava deitado perto do tanque Betesda esperando por 38 anos o entrar no tanque, para que fosse curado! Sim, ele esperou 38 anos pela oportunidade de entrar naquelas águas, que milagrosamente depois de serem movidas por um anjo de Deus, curavam aqueles que entrassem logo em seguida. Parecia que a vez daquele homem nunca chegava, pois ele era muito debilitado e não podia ir sozinho até aquele lugar para receber sua cura. Toda vez que ele chegava ao tanque, alguém já tinha passado na sua frente e ele voltava sem esperança mais uma vez para o seu lugar. Provavelmente devido a sua paralisia, ele rastejava-se. E por conta disso devia sofrer muitas dores. Quantas vezes você não deve se ver em situação assim, humilhado, se rastejando pois não tem alguém para te ajudar?Aprisionado à má vontade das pessoas, às circuntâncias e parece que nunca chega a sua vez, o momento da sua cura e resposta! Derepente então, algo mudou ali e a esperança surgiu ao seu lado. Jesus estava passando e viu que aquele homem esperava muitos anos pela sua cura. Disse Jesus:- vocêquer ser curado? O homem então sem entender que a sua cura viria pelas mãos do próprio Jesus, disse:- meu senhor,não tenho ninguém que me ajude a entrar no tanque quando a água é agitada. Enquanto tento entrar, outro chega antes de mim. Jesus então lhe disse:- Levanta-se! Pegue sua maca e ande! E aquele homem imediatamente foi curado, pegou a sua maca e andou! Talvez você possa dizer que a sua causa está perdida diante dos homens, da lei e da ciência. Mas tenha certeza, que tudo será como a palavra do Senhor diz:” Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR,porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos”. (Isaias 55:9). Receba agora o ânimo, a visão, o refrigério, a cura, a libertação em sua vida! Pois saiba que mesmo que você não chegue até às aguas que se movem, o próprio Senhor Jesus vai mover as águas da cura, sobre sua vida!

(inspirado pela pregação do Pr. Rubens Ferraz 17/10/2010)

 

(Thaissa Marques)

Para onde ir, quando não se encontra um alvo?

É  muito  interessante, talvez até um pouco engraçado, mas hoje preciso fazer uma observação sobre as formigas. Quem é que nunca brincou, colecionou e até levou umas boas mordidinhas de formiga quando criança? Lembro-me das muitas vezes que eu aparecia com a perna, os pés todos picados, pedindo socorro a minha avó, algo que aliviasse  o desconforto daquelas picadas. Ela sempre dizia que alcool era uma boa solução. Mas todo aquele sofrimento sempre se repetia, pois na semana seguinte, lá estavamos nós brincando com as formiguinhas novamente. Pelo fato de muito brincar com as formigas, adquiri uma certa experiência  à respeito de seu comportamento. Pude então perceber, que há duas características predominantes neste inseto  : sua força e sua rapidez.  Ao observá-las no chão, você poderá notar que elas estão quase sempre em grupo, carregando algo bem maior doque elas, ou quando sozinhas e ameaçadas, elas são bastante rápidas e movem constantemente em várias direções. As formigas parecem estar sempre desnorteadas! E assim como elas, somos nós quando passamos a viver sem um alvo: pequenos e desnorteados. Apesar de serem consideradas trabalhadoras e possuidoras de uma força surpreendente quando unidas, uma formiga sozinha e ameaçada se torna um inseto frágil e desnorteado. Assim somos nós! Quer um exemplo? Então comece a sondar como está a sua vida hoje. Reflita sobre todas as áreas dela: sentimental, familiar,prossional,espiritual. Agora, como um quebra- cabeça, tente colocar cada peça em seu devido lugar. Estão lhe faltando peças ou elas foram encaixadas erradas? Um ser humano jamais poderá se sentir completo, inteiro, se suas peças não estiverem no devido lugar. Conclui-se então que, para viver e se tornar completo, é preciso ter um alvo! Mais doque isso, é preciso estar bem acompanhado. Mesmo que suas companhias se tratem de pensamentos, ações ou até mesmo pessoas. Quando você estiver sozinho ou mal acompanhado, qualquer gigante que vier em sua direção tentando pisar em você, te fará correr desnorteado!  Porisso é preciso começar a refletir sobre oque você tem feito para seu próprio desenvolvimento. E mais doque isso, é preciso questionar a si mesmo o que você tem buscado para unir-se à você e ser o seu alicerçe. Será um amigo(a), o (a) namorado(a), um professor, um pastor, uma igreja, o seu dinheiro?  O que é que anda reinando em seu coração? Será que suas escolhas estão lhe direcionando para um verdadeiro e seguro alvo? Certa vez, logo após receberem um duro e difícil sermão de Jesus, muitos discípulos pensaram em abandoná-lo. Mas, havia  um deles que certamente estava convicto de sua decisão. Pedro, ao ouvir Jesus questionar quem deles continuariam à segui-lo, sem hesitar respondeu: -Para onde iremos nós Senhor, se só Tu tens as palavras de vida eterna? Certamente,ele já  estava convencido de  ter encontrado o seu verdadeiro alvo.

(Thaissa Marques)

Vejo os céus abertos!

Um grupo de homens da sinagoga, ia arrastando um jovem perante ao sinédrio, em meio à um grande tumultuo ,mas não era ele qualquer um e uma caractéristica muito especial o fazia notável diante daqueles que estavam prestes à condená-lo. Este homem se chamava Estevão. Mas quem era ele? Estevão era um dos sete, escolhidos por Deus para ajudar os 12 discipulos, que estavam sobrecarregados e precisavam de mais homens, que os ajudassem para que assim continuassem a pregar a palavra da salvaçäo. Naquela época, já havia acontecido a ascensão de Jesus, ou seja depois de sua morte e 40 dias após ter ressucitado, comparaceu diante dos seus discipulos prometendo então enviar o Espirito Santo consolador, logo após subindo aos céus. Depois desta promessa, veio  pentecostes, o batismo com o Espirito Santo de Deus e  todos que estavam reunidos foram cheios.  Aquele era um tempo de graça, mas também de muita perseguição. Pois quem é que por tentar fazer o bem,muitas vezes não é julgado errado? Não fora assim com Moisés, que julgando certo vingar seu irmão violentado, matou a um egipcio e no dia seguinte recebeu uma acusação quando tentava apartar outra briga? Quantas vezes erramos, achando que estamos fazendo o bem, e somos assim mal interpretados e desencorajados? Mas esse não era o caso daquele homem que estava sentado ali, esperando a qualquer hora sua condenação. Estevão refletia a face de um anjo, e todos viam isso nele. Em Estevão não havia enganos e nem crimes. Era um homem temente à Deus e conhecedor da palavra. Mas embora sua única intenção fosse proclamar as boas novas do reino de Jesus,ele foi acusado e condenado pelo simples fato de ter sabedoria para responder a todos diante das acusações e blasfêmias que levantavam contra Jesus, o Filho de Deus. Disse Estevão:- Às quais profetas seus antepassados já não perseguiram, matando assim eles,que anunciaram a vinda de Jesus, do qual também fostes traidores e homicidas? Após ouvirem tais palavras, aqueles homens encheram-se de ódio no coração e começaram a apredejá-lo imediatamente.Eles apedrejavam Estevão que somente orava e olhava para o alto, vendo então os céus abertos e Jesus à direita de Deus. Mais um sangue inocente estava sendo derramado.Mas Estevão creu que nenhuma angústia e dor poderiam ser comparadas ao amor e temor à Cristo. Sendo assim, ele glorificou à Deus até à morte. Como está o seu mártir nos dias de hoje?  Você tem recebido muitos apedrejamentos? Que cor está o céu para você? Você consegue vê-lo aberto e Jesus à direita do Pai mesmo em meio à essa dor? Ajoelhe-se agora, fixe seus olhos no alto e ore com fé. Jesus está  te  esperando de braços abertos!

(Thaissa Marques)

 

Vocabulário Biblico:

sinagoga-s. f.Templo onde os judeus se reúnem para o exercício de seu culto. Assembléia de fiéis na religião judaica.

Sinédrio- s. m.Tribunal dos antigos judeus, em Jerusalém, composto de sacerdotes, anciãos e escribas, o qual julgava os assuntos criminais e administrativos

Mártir- s. m. e s. f.Aquele que preferiu morrer a renunciar à fé, à sua crença. Aquele que sofre muito.

O segredo sublime do amor

 

 

Razão para amar?

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigénito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16).

Razão para não desistir de amar?

 O amor Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta

(Aos Corintios 13:7)

Razão para amar quem está do seu lado?

O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei
(João 15:12)

Razão para sacrificar-se por amor?

Ninguém tem maior amor doque este: de dar alguém a sua vida pelos seus amigos
(João 15:13)

Razão para não fazer descaso de quem se ama:

O amor é sofredor,é benigno,nao é invejoso e nem trata com leviandade.
(Corintios 13:4)

Razão para crer no poder do amor?

Mas, sobretudo,tende ardente amor uns para com os outros, porque o amor cobrirá a multidão de pecados.

(I Pedro 4:8)

Razão para honrar a quem se ama?

Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros

(Aos Romanos 12:10)

Razão para acreditar que o amor vence quando em Deus:

Mas em todas estas coisas somos mais doque vencedores, por Aquele que nos amou.

(Aos Romanos 8:37)

Razão para entender que o amor é um mandamento?

A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros, porque quem ama aos outros cumpriu a lei.

(Aos Romanos 13:8)

Razão para pensar no próximo com amor:

 
Amarás ao teu proximo como a ti mesmo.

(Aos Romanos 13:10)

Razão para ter coragem de enfrentar desafios pelo amor:

No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo.

(IJoão 4:18)

Razão para entender que o amor resiste a tudo:

As muitas águas não poderiam apagar esse amor, nem os rios afogá-lo

(Cantares 8:7)

 

(Thaissa Marques)

{fonte: Biblia Sagrada}

Onde há queixas,nunca haverá virtudes.

Os dias estão cada vez mais curtos  e corridos na era em que vivemos. São dias em que os nossos afazeres não cabem na data de um calendário e sempre dormimos com a sensação de que deveriamos ter concluido mais e acordamos com a sensação de que temos demais a ser concluido. São dias estressantes e passageiros, que consomem e desgastam nossa paciência,temperança e vigor. Sentimos o abalo transbordar nossas vidas, como um lutador que após sofrer muitos golpes, resolve entregar os pontos no tatame. Somos digiridos à tarefas do cotidiano como verdadeiros rôbos, que são sempre movidos, mas jamais “comovidos”. Então isso tudo se torna um prato cheio na mesa da apatia  espiritual, e alma vazia e sem alimento na presença de Deus. Quantas vezes começamos a acreditar que a vida é movida e baseada somente nessas   pequenas tarefas e passamos a acreditar que somos mesmo limitados a tão pouco. Distorcermos nossa perspectiva e esperança de melhoras;passamos a  desacreditar em possiveis mudancas daquilo que  já estamos acostumados a viver.Então  o espaço à espiritualidade da lugar ao vazio espiritual. E ao invés de abrirmos as janelas da casa para o sol  e vento de Deus iluminar e refrescar, batemos a janela na cara Dele com o simples e pequeno fato de “reclamar”. A biblia cita a murmuração por diversas vezes, e explica uma das maiores consequências desse ato, através do povo israelita, logo após serem libertos do Egito e conduzidos por Moisés afim de alcancarem a “Terra Prometida”. Mesmo depois de tantas vezes terem visto e presenciado o poder e agir divino, deram lugar à murmurações, baseando-se em circunstâncias momentâneas e obviamente passageiras naquele deserto que estavam atravessando. Começam a olhar apenas oque aparantemente estava dando errado e desagradando ao povo. E como se não bastasse o pecado de murmurarem entre eles, resolvem levar suas reclamações a Moisés. Assim somos nós quando murmuramos à respeito de coisas corriqueiras e facilmente resolvidas em nosso viver. Começamos aos poucos, perder a visão das promessas, da esperança e melhoras já prometidas pelo Senhor e então como o povo israelita fez, encontramos sempre alguém como o alvo de nossas reclamações e acusações. Consequentemente, como muitos sabem, as murmurações do povo levaram Moisés à irar-se e perder a sua própria benção, sendo então empedido de entrar e pisar na terra prometida. Será quanto falta para aprendermos que reclamações nos tornam miseráveis? Será que ainda não tivemos provas suficientes que são as mesmas que nos afastam da presença de Deus e nos levam ao descaso das coisas espirituais? Como podem reclamações estarem de acordo com as promessas de Deus? Poderia luz e trevas agirem em concordância em um mesmo corpo? É hora de deixarmos os vales e desertos servirem como uma escola, pois foi para isso mesmo que Deus nos mandou  atravessá-los. Embora muitas vezes  chegamos a achar que estar com Deus se limita apenas em bençãos e realizações. Não é bem assim que as coisas funcionam. O homem sempre idealizará  que a felicidade é baseada em conquistas e momentos de alegrias, mas para Deus, O qual a sabedoria está acima do nosso entendimento humano, só se encontra a felicidade verdadeira quando aprendemos a vê-la através da nossa fé.  Como apóstolo Paulo mesmo disse: “Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento, para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte.”II Co 7.10. Será que já  não é hora de deixarmos essa palavra ser parte da nossa existência? E parar de vivermos como se não conhecessemos a Deus e Sua capacidade de operar em meio às adversidades? Vale apena envestir no estoque da nossa fé, caso ela esteja escassa.E ainda que falte o fruto da figueira e os campos não  floresçam mais, esta fé, nos leve a glorificar ao Senhor.Assim como Habacuque fez, você também pode! Basta simplesmente “querer”.

(Thaissa Marques)

Há recompensa depois do vale.

Há momentos em nossas vidas que Deus nos permite passar por lugares desconhecidos, inemagináveis e obscuros para testar a resistência e permeabilidade da nossa fé. Sim! A permeabilidade da nossa fé! Será que as tempestades das nossas vidas poderiam conseguir ou não ultrapassar a barreira da fé em nós? Estará ela revestida e impermeável? Isso quem vai decidir somos eu e você! A palavra de Deus em Hebreus 11:6 diz que “sem fé e impossível agradar a Deus”. Oque de fato, prova que primeiro precisamos ir em busca da fé, para depois vivenciarmos as obras, as experiências e os sinais de Deus em nossas vidas. E isso me leva a refletir sobre o vale o qual o salmista menciona  em Salmos 23: 4: ” Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque Tú estás comigo”…Há momentos  e situações que nos sentimos como se fossemos “o único” sobrevivente de um naufrágio, que depois de encontrar a margem e tentar achar uma saída,  descobre que está cercado por montanhas e rios enormes. Um verdadeiro vale! Assim são algumas das provas que passamos na vida! E são justamente as provas que atravessamos no vale, que nos elevarão gradativamente à lugares mais altos. Em salmos 61:2 podemos contemplar a angústia de Davi ao dizer:”Desde a extremidade da terra clamo a ti, estando abatido o meu coração; leva-me para a rocha que é mais alta do que eu”. Podemos evidenciar nessa passagem, o desespero e a urgência no pedido do salmista. Ele parecia estar no vale da sombra da morte há mais tempo doque pudesse suportar. Mas em nenhum momento tinha esmorecido a sua fé em Deus, pois permanecia clamando. Além do mais, ele pedia a Deus que o elevasse a lugares mais altos,a rocha mais alta que ele.Qual será o vale momentâneo em sua vida? Da insegurança, da afronta, do desânimo, da doença, da fraqueza espiritual? Independente  das provas e obstáculos  que você tenha que passar, saiba que Deus irá te tirar de lá! E enquanto isso não acontece,lembre-se: a  luz que Ele tem é maior que a escuridão desse vale  e Ele vai estar sempre à sua frente, garantindo o acesso ao caminho da saída.

(Thaissa Marques Araujo)

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.